Resultado: Salário: Quando ganha um ABAP?

No começo de agosto iniciamos o ABAP101 Pesquisas, com a pergunta “Se você trabalha com ABAP, qual a sua faixa salárial e tempo de experiência?“. Na minha visão obtivemos um número expressivo de respostas  considerando que esta foi a nossa primeira pesquisa. Os resultados com certeza são muito úteis e geram uma boa reflexão. Confira!

Abaixo encontram-se dados gerais da pesquisa:

Total de Respostas:  167

Respostas Inválidas¹: 31

Respostas Válidas:   136

Realização entre 1º de Agosto e 1º de Setembro de 2011

¹ Foram consideradas respostas inválidas aquelas que 2 ou mais respostas se contradizem. Nestes casos, todas as respostas foram desconsideradas.

Primeiramente, vamos analisar a faixa salarial dos nossos leitores. Perceba que nesta pesquisa não foi contemplado o regime de contratação (CLT, PJ etc).

Notamos primeiramente que dificilmente um ABAPer ganha R$1.000,00 ou menos. Vale lembrar que há muitas pessoas que fazem estágio que são leitores do blog. Estou certo que a totalidade desta parcela correspondem aos mesmos, faixa que é totalmente normal em São Paulo.

A maioria dos ABAPers brasileiros que responderam a pesquisa ganham entre R$1.000,01 e R$2.000,00. Imagino que haja estagiários ainda neste grupo mas não são maioria. Vale destacar que apesar de termos dividido as faixas salariais em um bom número, quase metade das pessoas que responderam a pesquisa ganham mais que R$3.000,01.

Vamos agora analisar o tempo de experiência dos leitores.

A maioria dos leitores trabalham entre 4 e 5 anos com ABAP. Como o ABAP101 possui pouco mais de 4 anos, torço para que esses leitores tenham nos acompanhado desde lá. Vale comparar a grande diferença no número de pessoas que possuem até 6 meses e entre 6 meses e um ano. Essa diferença me faz questionar se o mercado está fraco ou se as pessoas demoram um certo tempo para acompanhar fontes de informação especializada, apesar de eu pender muito para a segunda opção. Creio também que o número de pessoas nas faixas de 1-2  e 2-3 anos sejam reflexos da crise de 2009. Ainda, é muito legal ver que temos um bom número de “ABAPers Boomers”, com mais de 10 anos de experiência. Apesar de o ABAP101 ter nascido para ajudar os iniciantes na área, isso prova que somos úteis para um leque maior de profissionais. Com certeza nossa iniciativa de projetos open source colabora para este número uma vez que estamos começando a formar futuros profissionais.

Abaixo o gráfico mais importante: a relação de tempo de experiência e salário. O tipo do gráfico não é usual mas creio ser de fácil entendimento para apresentar as informações a seguir.

O gráfico acima tras em perspectiva a relação tempo de experiência x salário. Vale lembrar como no post de abertura da pesquisa que esta relação não é necessariamente proporcional, e que o conhecimento em ABAP não é a única variável na “fórmula do salário”. Apesar disso, temos um bom resultado para ser apresentado.

Notamos que o pico do gráfico são de pessoas que estão ingressando na área, e que por consequência ganham menos que a média. Logo, para aqueles que cairam neste post pois pensam que se tornarão ricos em meses trabalhando com SAP, esqueçam! O processo pode não ser longo, mas com certeza é trabalhoso!

Ufa! Aparentemente quem tem mais tempo de casa ganha mais… mas não é bem assim. Notem que não há apesas uma elevação que sai dos iniciantes com menor salário e que caminha em direção aos experientes com maior salário. Se você está na pequena mas considerável “montanha” de profissionais que tem entre 2 e 4 anos e que ganham até R$3.000,00, cabe uma (auto-)reflexão.

Também vale notar o ABAPer NUNCA é supervalorizado, com um mega salário e com pouca experiência. Por isso, se você tem experiência em outra área que não é ABAP, quer ingressar no mercado mas não dar um passo para trás em termos financeiros, releia esta frase. ;-).

O lado bom é que os ABAPers NUNCA são subvalorizados, com muito tempo de experiência e menor salário, o que indica para mim que o mercado é (no momento) bom.

Espero que os resultados desta pesquisa tenham sido úteis! Até a próxima pesquisa!

Fábio Pagoti

Formado em Sistemas de Informação pela Universidade de São Paulo. Comecei no mundo da programação com Java mas logo caí no mundo ABAP. Estagiei na Nestlé por 2 anos e foi lá onde conheci o Furlan. Depois de efetivado fui morar no Canadá por 1 ano onde pude aprender a área de testes em desenvolvimento de software. Hoje sou consultor e instrutor ABAP, amante de projetos Open Source, Wordpress, Data Mining e da esfera SAP. Siga-me no twitter: @fabiopagoti

You may also like...

8 Responses

  1. Mauricio says:

    Bom dia pessoal, tudo bom?
    Não seria interessante realizar essa pesquisa a cada 6 meses ou a cada 1 ano para ter uma idéia melhor de como se comportam os gráficos de tempo de Tempo de Experiência X Salário de uma pesquisa para outra?
    Abraços

    • Fábio Pagoti says:

      Oi Mauricio!
      Com certeza, foi exatamente por isso que fechamos a enquete e a desativamos da barra lateral do blog. As respostas antigas iriam influenciar o resultado corrente. A ideia é de tempos em tempos fazer tal tipo de pesquisa.
      Obrigado pelo comentário, abraços!

  2. Thiago says:

    Pessoal, achei interessante a idéia que foi proposta pelo site de fazer uma pesquisa com a média salarial, mas acredito que esta meio fora da realidade. Como disse em sua pesquisa, talvez pra um iniciante o valor realmente seja este mas mas alguem com uma bom conhecimento isto muda, aumenta.

    Adicionalmente não observei detalhes referente a, se a contratação é CLT ou PF, assim como não observei se para qual região é a maioria das pesquisas.

    Apesar de estar a pouco tempo no mercado de ABAP, acredito que temos um mercado muito bom tendendo cada vez a aumentar oportunidades.

    Abraços.

    • Fábio Pagoti says:

      Olá Thiago! Obrigado pela participação.
      Com certeza, a pesquisa não engloba alguns detalhes importantes, mas a proposta foi simplificar ao máximo para que obtivéssemos o maior número de respostas. Não tenho os números exatos, mas pode ter certeza que a grande maioria das respostas vieram de SP por ser o maior público do blog (em seguida está RJ).

      Vale lembrar que por vezes colocando na ponta do lápis CLT + benefícios x PJ não há tanta diferença assim (claro que não sempre).

      Quanto ao mercado estar muito bom e ao acréscimo de oportunidades eu discordo um pouco contigo. O mercado é atraente para profissionais qualificados e não só quem sabe o bê-a-bá de ABAP e não procura se aprofundar. Já há muitas oportunidades por aí e elas não são preenchidas por falta de qualificação do mercado. Na minha visão não há tanta chance de aumento das oportunidades uma vez que elas já existem e não são agarradas. Ainda, o ABAP é intrínseco a tecnologia e tecnologia sempre se defazará. Pode ter certeza que o ABAP de hoje não será o ABAP de alguns anos.

      Um abraço!

  3. Diego Oliveira says:

    Grande post, espero ingressar logo nesse mercado e aprender o máximo possível.
    E… tenho certeza quem vou aprender com grandes profissionais.
    Amanha começa rs.

    vlw.

  4. Tenho certeza que alguém já mencionou aqui, mas acredito que faltou uma variável muito importante nessa análise que é a questão geográfica. Com toda certeza, os ABAPers de São Paulo e Rio de Janeiro ganham mais do que os profissionais de Minas e do Sul, que por sua vez ainda devem ganhar mais do que os profissionais do Nordeste. Acredito que, se tiver dados amostrais suficientes, vc poderia separar esse gráfico em 3 (1 rio/sp, 2 sul + minas, 3 norte/nordeste)

    • Fábio Pagoti says:

      Olá Henrique!

      Concordo contigo. A variação pode ser consideravel de acordo com a região. Todavia, sabemos que a grande maioria dos nossos visitantes são de São Paulo ou Rio de Janeiro. Logo, podemos considerar o resultado obtido válido para estes dois estados com uma pequena variação. Com certeza, se fossemos considerar os outros estados, não teríamos uma amostra suficiente.

      De qualquer maneira, estamos preparando mais algumas pesquisas a serem divulgadas em breve. Para uma futura pesquisa salarial, provavelmente vale mais a pena realizar uma pesquisa mais detalhada e com um maior prazo para o recolhimento de respostas.

      Obrigado por compartilhar sua opinião! Abraços!