Sobre o Acordo SAP e Apple

Essa semana uma notícia chamou a atenção da comunidade SAP. O acordo de cooperação entre SAP e Apple. Não é todo dia que a maior empresa de software empresarial faz um acordo com a maior empresa de tecnologia. Abaixo deixo a minha contribuição para a discussão.

Quando vi pela primeira vez a notícia deixei para lá. Pelos vários comentários que li por aí, muitos compartilham da minha opinião. A SAP nunca se acertou com o mundo móvel e por isso eu encaro o assunto com muito ceticismo. Somente fazer um acordo com a Apple não significa acerto instantâneo. Mesmo com toda o meu viés a favor da Apple.

No entanto, ao me inteirar melhor no assunto, percebi nuances não presentes em outros acordos.

Feito Pelos CEOs

Quando abri a página do anúncio pela primeira vez, vi logo não se tratar de anúncio puramente técnico. Não se tratava de alguma apresentação do TechEd, mas sim os dois CEOs apresentando o acordo. Tim Cook pelo lado da Apple e Bill McDermott pelo lado da SAP.

Apple CEO Tim Cook and SAP CEO Bill McDermott

Apple CEO Tim Cook e SAP CEO Bill McDermott

Quando os mais importantes executivos anunciam um acordo é porque a coisa será séria.

Aplicativos Nativos

O acordo prevê a publicação de um SDK específico para acessar as capacidades do SAP HANA. Isso significa aplicativos nativos para iOS. Daí vamos para a pergunta, e o Android? E o Windows? Aqui meu viés também grita “dane-se!”, mas tenho que analisar friamente o impacto.

As empresas têm feito muitos esforços para possibilitar iniciativas como o BYOD (Bring Your Own Device, ou traga seu próprio equipamento). Num mundo totalmente BYOD, você poderia trabalhar com o equipamento que você quisesse. Quer iPhone, Android ou Windows Phone. Não importa. Aqui mesmo onde eu trabalho, escrevo esse texto no meu iPad conectado à rede Wi-Fi. Para isso precisei vender a alma inscrever meu equipamento num programa onde eu cedi o direito para a empresa controlar tudo o que faço nele. Um preço a se pagar para usar as ferramentas que mais gosto. A mesma coisa com meu iPhone. Lembrando que ambos foram comprados por mim, não cedidos pela empresa.

Quando a empresa decide fazer aplicativos nativos, BYOD fica comprometido. Claro que você que tem o equipamento dos aplicativos nativos ficará muito feliz, mas todo um outro universo ficaria de fora.

Mas e o HTML5?!

Quando você fala de aplicativos agnósticos, estamos falando que aplicativos sendo executados em praticamente qualquer plataforma. O HTML5 é uma saída para isso.

O problema de aplicativos independentes de plataformas você precisa fazer um mínimo fator em comum, precisa nivelar as capacidades pelo menor. Por questões de segurança, você não pode usar notificações nativas, geolocalização, reconhecimento de impressão digital, pagamentos eletrônicos usando NFC, etc. Ou seja, perde-se muitos recursos interessantes.

Até 2012 o Facebook focou totalmente em HTML5 para suas aplicações móveis. Acabou abandonando tal estratégia. De acordo com o Mark Zuckerberg, apostar no HTML5 foi um dos maiores erros do Facebook. Assim como disse o John Moy, será que seria um sinal da SAP chegando a mesma conclusão? Pode ser que eu também esteja lendo mais do que está escrito.

Gosto muito do SAPUI5, gosto muito de trabalhar com a linguagem JavaScript, mas sinto uma certa lentidão na atual arquitetura. Mesmo nas sessões do OpenSAP vejo aplicativos S/4HANA demorando para responder para o usuário. Agora não sei onde está o gargalo, mas a impressão que fica é que algumas aplicações Fiori (SAPUI5) ficam mais lentas comparadas com o SAPGui.

Coitado do ABAPossauro (e do ABAP Moderno também)

Somos mais de 2,5 milhões de desenvolvedores SAP. Qual parte dessa galera migrou ou atualizou seu conhecimento para SAPUI5? (Quantos desses ABAPers ainda se recusam a usar POO, ABAP Unit etc?). Quantos desses migrarão para Swift? Muitos poucos. Ouso a dizer que nem os programadores “modernos” se animarão.

SAPandApple_numbers

O que é mais fácil, um desenvolvedor SAP (ABAP, JavaScript ou Java) migrar para uma equipe iOS ou um desenvolvedor experiente em desenvolvimento iOS, vendo seu trabalho diluído no mar de aplicativos da App Store, migrar para o mundo SAP? A resposta é bem fácil e não temos muitas chances aqui. Teremos uma lição de casa imensa!

Mal acabamos de aprender HTML5/JavaScript com SAPUI5, já temos que correr de mais um leão.

E antes que você me pergunte se vale a pena aprender Swift, já respondo SIM!!!!.

Minhas Conclusões

  • Aprenda Swift. Dizem que a linguagem foi muito bem projetada. Vale a pena a aposta. Se o acordo não der em nada, pelo menos você aprendeu truques novos. Se der certo, você poderá estar com uma vantagem muito grande no mercado. Até a Google está pensando em adotá-la. Então não será “esforço jogado fora”.
  • Isso não significa o fim do SAPUI5. Não significa o abandono do HTML5 com parte da estratégia da SAP.
  • Não é o fim do ABAP, mas não ajuda em nada sua sobrevivência.
  • O acordo parece ser melhor para a Apple que consegue entrar em um mercado corporativo muito interessante para ela.
  • É mais uma tentativa da SAP em decolar suas iniciativas móveis. Uma aposta bem alta.

O que você acha?

You may also like...

17 Responses

  1. Jader Silva says:

    Excelente artigo! Eu acho que a SAP caminha a passos lentos em relação aos dispositivos móveis e mídias sociais. Faz tempo que as empresas brasileiras estão adotando outras tecnologias para dar força as suas “forças de vendas”. Palm, pocket e agora smartphones! Talvez essa parceria resolva parte desta lacuna.

    • Flávio Furlan says:

      Mobile sempre foi uma área que a SAP patinou. Apesar do tom otimista (pode ser pelo meu viés Apple) do meu texto, ainda vejo com ceticismo. Não só eu, mas toda a comunidade SAP (veja os comentários por aí ou o comentário do Antélio abaixo). Cautela é a palavra.

  2. antelio says:

    Pé no Chão: sou cético, não acredito. Tem muito mais cheiro de marketing do que solução. Não acho que vai dar muitos frutos. As transações ainda vão continuar acontecendo em Desktop, em SAPGUI com o velho e bom Dynpro. Não existe necessidade de transações de SAP ERP migrarem para WEB. Não faz sentido usar FBL1N em um IPad. Imagina usar MM01 em um iPhone….

    Ok, claro existem transações que podem migar para WEB e sim fazem sentido, Liberação de Pedido e Requisição, relatórios gerenciais, dashboards.

    Também acho que não vai rolar, pois por agora, com tantas modificações fiscais, ajustes de processo, implementações equivocadas, melhorias que merecem o nome de “re-implementações parciais”, o golden plate de colocar uma aprovação via WEB fica longe, quando não se tem problemas de regras de negócios. Processos SAP ERP são muito intra-empresa, departamentais.

    Além disto a mão de obra de SAP não é aderente a mão de obra para desenvolvimento IOS ou WEB. Existem uma dura curva de aprendizado. Consultor funcional desenvolver, nem pensar, muitos estão acomodados no seu cantinho de processo, ABAP não tem nenhuma similaridade de arquitetura, linguagem, não rolou com Java, não vai rolar com SWIFT, ou mesmo C# com Xamarin (já que muitos não tem MacOSX)… OK, alguns vão estudar, vão fazer chover, mas não rola para grande massa de ABAPer’s.

    Não gostei de SAPUI5, muito javascript. Vai na contramão de HTML5 separando logica de aprensentação. No caso misturando dados com código. Esta é a primeira e segunda impressão. Mas precisa aprofundar e pegar um caso completo para formar um opnião sólida.

    Ainda ninguém me convenceu que OData é o caminho, uma coisa é fazer uma aplicação green-field, mas para externar transações SAP para fora, quero ver. Pode ser que uma Nota de PM ou Requisição de Compra funcione. Mas o desafio é fazer uma VA01 com todas as funcionalidades de verificação de crédito, estoque, confirmações de ATP, determinação de lote, determinação de preço e seus descontos, sem falar tem todo controle de Enqueue, tudo isto em uma (ou várias) chamadas de HTTP em um protocolo state-less. Não encaixa.

    Obviamente, há de se dar os parabéns para SAP e Apple, é uma parceria importante entre gigantes. Boa sorte, pois vão precisar.

    T+

    • Flávio Furlan says:

      Também não vejo VA01 & cia. num iPad, muito menos SE80 & cia. Do mesmo jeito que não editamos livros, imagens, videos ou som no iPad, apenas consumimos em tablets, assim será com as aplicações empresariais.

      Um ponto que gostei é habilitar nativamente as aplicações nos dispositivos. Quando você usa o iPad, estamos acostumados a não esperar, tudo tem que ser instantâneo. Se uma consulta de qualquer informaçõe que esteja no SAP HANA via iPad for realmente rápida, acho que até tem um bom futuro.

      Só um exemplo que aconteceu hoje mesmo comigo: tive que entrar em uma conference call bem cedo e fiz isso de casa. Usei meu iPad com o Skype Business. Ficou muito bom, pois pude usar meu fone BT, levar o iPad pela casa e ver a tela compartilhada em alta definição. Tudo isso sem precisar ligar meu notebook, conectar na VPN, abrir o Outlook, entrar na agenda, evento, esperar o Skype abrir, conectar etc…

    • Erick says:

      Concordo com você Antelio e acho que é complicado essa postura da SAP referente a tecnologias que estão no hype, eu sou um entusiasta quando o assunto é hype, porém isso não justifica eu inventar cenários para utilizar tecnologias sem a real necessidade.

      O problema desse tipo de noticia é por conta de inveja corporativa, um CIO famoso diz aderir a ferramenta e logo em seguida um monte de outros anunciam o mesmo, e ai começam aparecer os casos de sucessos que ninguém nunca viu e só ouviram falar,

      E ai o tempo passa e a FBL1n ou MM01 vão continuar sendo acessadas de um app no desktop.

      Algo semelhante é possível ver em alguns dos radares da ThoughtWorks sobre Hypes e Envies ex:

      https://www.thoughtworks.com/pt/radar/techniques/high-performance-envy-web-scale-envy

  3. Bem, se pensarmos no dia a dia do usuário comum, realmente há necessidade de um app nativo? Para mim a resposta é não, até porque, as tarefas normalmente serão feitas via desktop rodando o bom e velho Windows.

    Recursos de gps, identificação, câmera, acredito que serão utilizados em casos beeem específicos, não muitos.

    O que eu vejo como interessante seriam relatórios analíticos para a gerencia, notificações, gerencia de IoT…. mas como disse, coisas beeem específicas.

    Precisa ver como o mercado vai reagir depois de toda essa euforia. No dia a dia do projeto, realmente quero ver quem bancará vários times de desenvolvedores, um para cada plataforma, várias rodadas de testes, treinamentos, etc.
    Reescrever tudo 2, 3, 4 vezes, de acordo com o número de plataformas? Dúvido.

    É muito dinheiro investido para talves pouco retorno. Nesse caso, UI5 por ser independente de plataforma acho que sai na frente.

    Quando li a noticia fiquei um pouco assustado, pois corro para aprender UI5, HANA, Gateway, IoT, etc… e vem me aparecer o Swift na jogada, sem contar que acredito que possa rolar a parceria para rodar no Android.

    Vou aguardar os próximos capítulos…

    • Flávio Furlan says:

      Quanto a empresa ter times para cada plataforma é relativo. A não ser que a empresa queira disponibilizar a aplicação para todas as plataformas, aí o problema de vários times é real. Mas o que eu vejo para esses tipos de aplicações empresariais, a empresa escolhe uma plataforma e aí investe nela. Qual plataforma? Aquela que der melhor retorno para a empresa. Pode ser a mais barata, mais fácil de desenvolver, mais rápida, mais confiável, etc. O que eu quero dizer é que se iOS for melhor para empresa, ela bancará. Caso contrário esquece.

      O que esse acordo promete é a plataforma iOS ser muito atrativa para aplicações móveis SAP.

      Se isso se concretizará serão outros quinhentos, mas definitivamente é algo que chama atenção e deve ser acompanhada de perto.

  4. Eaeeee mano Furlan!

    Estou a 1 mês de fazer 10 anos trabalhando com SAP e no momento que vi essa notícia a primeira coisa que eu pensei foi: PQP DE NOVO.

    Pois é… de novo. Quantas vezes eu já vi uma horda de marketeiros defendendo novas tecnologias relacionadas a SAP e dizendo que XYZ é a nova maravilha do milênio para X meses depois uma nova notícia sinalizar que tudo vai mudar?

    Ok, eu entendo o lado da SAP, eles fazem o que eles precisam. Só estou um pouco triste por ter visto tanta gente que conheço dedicando incontáveis horas aprendendo as nuances do SAPUI5 e derivados… na minha opinião, isso tudo vai para o espaço.

    SAP não manja de fazer UIs, não adianta. Personas eu achei horrível desde a primeira vez que vi. Fiori e Fiori-likes têm claramente problemas de performance. São mais bonitinhos que o resto, mas nem de longe são interfaces “ANIMAIS”.

    Encarei o anúncio da seguinte forma: “galera do iOS, toma ae a SDK e se vira malandro, sei fazer essa parada de tela dahora não”.

    Penso que SAPUI5 não é tão atraente para outros web devs pq é muito burocrático , meio travadão para exibição e de performance mediana (para ser bonzinho). Para um cara não SAP, melhor investir em angular, react, node e etcs. Entretanto, se para consumir paradas SAP via iOS tudo que será preciso é uma SDK, o dev cria o app com a cara que ele quiser (dessa vez de verdade) e no backend a coisa rola como já manjamos.

    Finalmente, minha recomendação anárquica seria: dane-se o swift, foca no HANA e corre para o abraço. A não ser que você queria ganhar uns trocos publicando na app store, daí é outra história… 🙂

    Valeu!

    • Flávio Furlan says:

      Eu sou ainda conservador em declarar o fim do SAPUI5. Mas seria uma bela ironia o SAPUI5 acabar e ainda usarmos o bom e velho ABAP no backend servindo qualquer outra coisa no frontend. Se bem que não deixa de ser uma possibilidade.

      Quanto aprender Swift, acho que meu conselho é mais pelo meu viés do que qualquer outra coisa. Será que a minha opinião seria a mesma se fosse Android e Java?

      Não acho o Fiori feio, não é lá muito rápido (estou sendo legal) e gosto da proposta do Personas, mas tem cara de gambiarra para não ter que refazer a aplicação.

      “galera do iOS, toma ae a SDK e se vira malandro, sei fazer essa parada de tela dahora não”. Até faz sentido. Não sei se estou sendo inocente, mas acho que a SAP apredeu muito com UX e tem investido muito em aprender mais. Acho que o acordo tem haver com esse esforço.

      Com uma coisa concordo: no centro de TUDO isso está o SAP HANA. Por isso engrosso o coro com você “foca no HANA e corre para o abraço!”.

    • Eu não mataria o SAPUI5, pelo menos por um bom tempo.

      Pelo que entendi todo o SAP Fiori do S/4HANA é baseado em SAPUI5. Reescrever tudo de novo em novas linguagens daria um trabalho imenso, sem contar que, supondo que seria apenas para iOS, limitaria demais o sistema.

      Em uma pesquisa que vi uma vez, feita pela DSAG, se não me engando era algo em torno de quase 40% de executivos que não viam valor no S/4 que justificaria a migração e ainda reclamavam de colocar todo seu hardware na mão de um único fornecedor.

      Na minha opinião, essa mudança de SAPUI5 para Swift, já daria um grande descredito ao sistema que ainda está começando a engatinhar, pelo menos aqui no Brasil. Muito se fala que tem vários clientes que já tem, mas pelo que bem sei são apenas licenças.
      Se rolar uma notícia que o Fiori atual se tornará obsoleto, acho que vai atrasar demais as migrações/implementações e não é isso que a SAP quer, já que está pressionando os vendedores a enfiar o S/4 na galera. Pelo menos é a info que tenho.

      Não vejo as empresas aceitando substituir todo seu hardware, não estou falando de servidor. O custo de uma migração para S/4 já acho que será caríssimo e a mudança de toda a infra da empresa, para um hardware que pelo menos aqui no Brasil é um absurdo de caro, apenas para contemplar a interface gráfica. O que as empresas querem é algo que agregue valor ao negócio, no qual eu vejo toda a plataforma do HANA, mas não com limitações essas limitações.

      Além do mais, precisa se pensar nas licenças. Uma licença para iOS também permitiria utilizar outras plataformas?

      Todas essas variáveis agregam custo ao produto e ai que o mercado vai dizer se vale a pena ou não.

      No mais, na minha cabeça de ABAP, ainda está custando a entender essa lentidão do Fiori/SAPUI5. Não entendo se são as diversas chamadas do Gateway e seu tempo de resposta, mesmo tendo um HANA por trás ou uma questão do próprio HTML5. Para quem sempre aprendeu “seleciona tudo e joga na tabela interna” tem que abrir bem a cabeça.

      Acho/espero que ainda haverão muitas melhorias no SAPUI5.

      Abs

      • Minha visão é anárquica propositalmente, esse é meu papel por aqui 😀

        Mas importante destacar que escrevi meu comentário ali em cima com o mundo mobile em mente e não deixei isso claro no texto. Acho que fiori/sapui5 em celular vai pro espaço, mas concordo que no S/4HANA o negócio ainda vai durar… até quando, só falando com a mãe Diná.

        Diz um BASIS brother meu que certa empresa nacional comprou o HANA num contrato que escala o valor pelo volume de dados. Esse fato deixa sua analise de mercado ainda mais divertida 🙂

        Abs!

  5. Custodio de Oliveira says:

    O que voces esao falando?!?!? matar UI5?!?!? SAP nao mata nada. NADA!